COTIDIANO | 26 de setembro de 2017

Mais de 1.600 quilos de lixo retirados da Várzea das Flores

Ação mobilizou diversos órgãos e setores da administração municipal, como os de Limpeza Urbana e Fiscalização Ambiental, além do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Copasa e Rotary Club

Como parte das atividades da Semana Florestal, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), por meio das diretorias de Educação Ambiental e de Planejamento Ambiental, organizou no último sábado (23) uma operação de limpeza da orla da lagoa Várzea das Flores, em Contagem. Segundo o diretor de Mobilização Social da Limpeza Urbana, Marcos Viana, foram retirados mais de 1.600 quilos de lixo.

A ação mobilizou diversos órgãos e setores da administração municipal, como os de Limpeza Urbana e Fiscalização Ambiental, além do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Copasa e Rotary Club. Também teve forte apoio da comunidade.

Luís Lima, 59 anos, do Rotary Club de Contagem Sede, falou da importância da sociedade civil organizada participar da atividade. “O Rotary apoia essa ação da prefeitura e da Secretaria de Meio Ambiente porque ela vem ao encontro à nossa filosofia de conscientização, educação ambiental e preservação do meio ambiente. Vamos divulgar essa ação para as outras unidades do Rotary no mundo inteiro. Estamos em mais de 200 países. Hoje trouxemos nossos associados, inclusive as crianças, para participar dessa ação de limpeza que consideramos de suma importância”, disse.

  O secretário Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Wagner Donato, ressaltou o exemplo que as pessoas deram à comunidade. “Mais do que uma ação de limpeza, essa é uma oportunidade de servir de exemplo e de conscientização da população sobre a importância de mantermos limpo um espaço que serve a nós mesmos. Além de ser uma reserva de água para abastecimento da cidade, essa lagoa é um importante ponto de lazer. Matê-la limpa é garantir que ela sirva aos seus propósitos e também uma forma de cuidar da nossa saúde, já que uma lagoa poluída certamente se transformará em fonte de doenças. Hoje estamos mostrando à comunidade que se cada um fizer um pouquinho é possível manter essa área limpa e o ambiente saudável”.

O diretor de Planejamento Ambiental da Semas, Eric Machado, informa novas ações de limpeza estão programadas para o local.

Deixe uma resposta